Em conteudo-patrocinado / seguro-de-vida

Conheça os principais tipos de seguro de vida e saiba quando contratar cada um

Segurado pode optar entre proteção por toda a vida ou por prazo predeterminado, além de coberturas opcionais para casos de invalidez ou diagnóstico de doença grave, ambas pagas em vida

Quando se fala em seguro de vida, pouca gente conhece as opções que existem no mercado para atender os diferentes objetivos, como sucessão pessoal, empresarial e proteção do padrão de vida familiar.

Por isso, antes de contratar um seguro de vida, é importante identificar, com a ajuda de um profissional qualificado, as suas necessidades e conhecer as principais alternativas à disposição. Confira a seguir os modelos mais comuns de seguro de vida:

Vida inteira: essa é a apólice mais completa do mercado, oferecendo proteção por toda a vida do segurado. Ainda assim, é possível escolher entre opções de pagamento como:  quitação das parcelas em um período predefinido; contratação até determinada idade; ou, ainda, em parcela única. Jovens com o patrimônio em formação, por exemplo, podem optar por pagar os prêmios do seguro (valores pagos pelo segurado à seguradora para manutenção da apólice) ao longo de 30 anos e iniciando o pagamento com valores menores nos primeiros anos.

O principal benefício desse produto é, em caso de morte do segurado, garantir liquidez à família para manutenção do padrão de vida ou até mesmo compensações para equilibrar a partilha do inventário, além de arcar com seus custos.   

Temporário: também desenvolvido para indenizar os beneficiários em caso de morte do segurado, esse produto se diferencia por garantir a proteção pelo tempo escolhido. É possível contratar um seguro de vida, por exemplo, com vigência por cinco anos ou até os 65 anos de idade do segurado. Essa costuma ser uma estratégia para quem quer assegurar um projeto de curto a médio prazo de seus beneficiários, como um intercâmbio, compra de imóvel ou para garantir uma indenização para a família enquanto os filhos são dependentes, entre outros.

Temporário decrescente: semelhante ao temporário, mas com a diferença de que o valor a ser recebido pelo(s) beneficiário(s) em caso de morte do segurado decresce ao longo do tempo. A ideia desse seguro é garantir o pagamento de projetos cujos custos diminuem com o passar dos anos. Encaixam-se nessa situação, por exemplo, a educação dos filhos, já que, uma vez formados, não haverá mais a necessidade de pagar mensalidades da escola/faculdade.

O segurado pode optar por combinar coberturas com diferentes prazos e valores de proteção de acordo com os seus objetivos. Nessas apólices, podem ser incluídas coberturas opcionais como as descritas a seguir.

Doenças graves: garante ao próprio segurado o pagamento de uma indenização, em vida, no caso de diagnóstico de uma doença grave ou da realização de um procedimento médico coberto. Entre as coberturas, há casos de câncer, infarto agudo do miocárdio, insuficiência renal, entre outros. Também estão incluídos procedimentos cirúrgicos, como transplante de órgãos e implante de bypass. É importante ler as condições contratuais com atenção para verificar quais são os casos inclusos e os exclusos da cobertura.

Morte acidental: essa cobertura se soma ao próprio seguro de vida para garantir uma indenização maior ao beneficiário em caso de morte do segurado por acidente. Com prazo de vigência temporário, o benefício dessa cobertura adicional sobre a cobertura de morte por qualquer causa é que ela costuma ser mais barata. Ao fim da vigência, é possível estender a cobertura, desde que de acordo com as condições estabelecidas na apólice.

Renda hospitalar: com o objetivo de suprir a renda dos dias não trabalhados por conta de internações hospitalares, essa cobertura opcional garante o pagamento de um valor predefinido para cada dia de internação por acidente ou doença.

Invalidez acidental: a cobertura prevê o pagamento, ao próprio segurado, de indenização em casos de invalidez permanente e parcial em consequência de um acidente. Fazem parte dessa cobertura situações como perda total da visão de um olho, impossibilidade de usar uma das mãos, mudez incurável, entre outras.

Assistência funeral: essa cobertura opcional prevê a prestação de serviços como formalidades administrativas, registro em cartório, pagamento de taxas de exumação e de sepultamento, carro fúnebre, traslado do corpo, entre outras questões envolvendo a morte do segurado.

A seguradoras estão se especializando cada vez mais na análise individual dos riscos, possibilitando que pessoas com diferentes estilos de vida, hobbies e condições de saúde possam contratar o produto. Ainda assim, os mais jovens conseguem preços mais atraentes em função da longa expectativa de vida.

Em algumas seguradoras, é possível encontrar produtos em que não há o chamado reenquadramento etário durante a sua vigência, ou seja, quando os prêmios pagos pelo segurado não sofrem reajuste de acordo com a sua idade durante o período contratado. Desse modo, é possível “congelar” o risco e incluir, de forma planejada, o pagamento do seguro de vida no orçamento.

Para entender melhor o seu estilo de planejar o futuro, clique aqui e faça uma simulação.

 

Contato