Em imoveis / fundos-imobiliarios

Especialistas cravam: é melhor entrar no mercado de fundos imobiliários agora do que foi em 2012

Marcelo da Costa Santos, presidente da ENGEBANC, conversa ao vivo com o professor Arthur Vieira de Moraes

SÃO PAULO - No que diz respeito a investimentos, prestar atenção nas notícias é menos importante do que atentar aos ciclos. "As pessoas costumam investir quando está caro, mas tem que ter timing", diz o CEO da ENGEBANC, Marcelo da Costa Santos, durante o programa Fundos Imobiliários. Ele quer dizer que, quando o mercado atinge o fundo do poço, abre-se a oportunidade de investir para colher os frutos posteriormente.

Neste sentido, ele acredita que agora é um momento excelente para começar a prestar atenção no mercado de fundos imobiliários, mais especificamente aqueles que investem em escritórios de luxo, temática do programa desta sexta-feira, 2 de junho

O apresentador e professor do InfoMoney Educação Arthur Vieira de Moraes concorda. "É melhor entrar agora no mercado do que em 2012. No final de 2012 ia virar para baixo, e agora a previsão é de que vai virar pra cima", crava o especialista. 

Para eles, isso é verdadeiro mesmo quando se leva em consideração o momento atual de crise do governo Temer. A partir de 2018, a tendência é de melhoria, de acordo com os especialistas. Eles ainda explicam a diferença entre escritórios de alto padrão A/A+ e B/B+.

A conversa está disponível ao vivo no player abaixo a partir das 15h40 desta sexta-feira. O programa vai ao ar semanalmente. 

Contato