Em imoveis / fundos-imobiliarios

CRI e LIG: tudo o que você precisa saber para investir

Arthur Vieira de Moraes recebe o convidado Alexandre Assolini Mota, sócio da Vórtix

SÃO PAULO – Faz parte do dia a dia do brasileiro pensar em investir em imóveis. Por outro lado, as modalidades imobiliárias em “papel”, menos palpáveis e muitas vezes mais vantajosas, acabam passando batido para grande parte dos investidores menos ativos.

No programa Fundos Imobiliários desta sexta-feira (10), o professor do InfoMoney Educação Arthur Vieira de Moraes conversa com o sócio da Vórtix Alexandre Assolini Mota a respeito dos Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e das Letras Imobiliárias Garantidas (LIG). Eles comentam as vantagens, os perigos e os perfis para cada um dos formatos, além das possibilidades de entrada nesses produtos.

Os especialistas atentam para o número de CRIs no mercado brasileiro, que está muito abaixo de seu potencial em cerca de R$ 700 milhões. Considerando que o produto já se tornou bem estruturado e com alto nível de segurança, o produto tem capacidade de ser mais explorado e é opção interessante ao investidor que não quer correr grandes riscos. 

Sobre a LIG, Alexandre comenta os impactos em cima dos CRIs com a chegada desse novo produto. "A garantia [da LIG] significa uma diminuição da rentabilidade", diz, atentando também para o fato de que existe uma limitação para a emissão desses papeis. 

Confira o programa completo no player acima.

Contato