Em mercados / acoes-e-indices

Ações brasileiras sobem forte em NY após BC praticamente cravar novo corte de juros em maio

Reação indica que Ibovespa pode abrir com ganhos no pregão desta quinta-feira

Bolsa de valores
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O ETF (Exchange Traded Fund) EWZ iShares MSCI Brazil Capped, que representa os papéis com maior peso no Ibovespa, já mostrou rápida reação à surpresa do comunicado do Copom (Comitê de Política Monetária), que praticamente cravou um novo corte da Selic em maio.

Às 18h45 (horário de Brasília), no after market, o EWZ tinha forte alta de 1,60%, após subir 2,37% no pregão regular. Movimento indica que o Ibovespa pode abrir em alta no pregão de quinta-feira

Após fazer o esperado pelo mercado e reduzir a taxa básica de juros para 6,50% ao ano, o Copom indicou em seu comunicado que irá estender o ciclo. "Para a próxima reunião, o Comitê vê, neste momento, como apropriada uma flexibilização monetária moderada adicional". A autoridade monetária disse no documento que "julga que este estímulo adicional mitiga o risco de postergação da convergência da inflação rumo às metas", diz o texto.

"Essa visão para a próxima reunião pode se alterar e levar à interrupção do processo de flexibilização monetária, no caso dessa mitigação se mostrar desnecessária. Para reuniões além da próxima, salvo mudanças adicionais relevantes no cenário básico e no balanço de riscos para a inflação, o Comitê vê como adequada a interrupção do processo de flexibilização monetária, visando avaliar os próximos passos, tendo em vista o horizonte relevante naquele momento", afirma o BC.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato