Em mercados / acoes-e-indices

Três notícias sobre Petrobras, Santander rebaixado pelo Credit e mais recomendações no radar

Confira o que é destaque no noticiário corporativo nesta terça-feira (12)

Petrobras
(Alf Ribeiro / Shutterstock.com)

SÃO PAULO - O noticiário corporativo chama a atenção com o corte do preço da gasolina feito pela Petrobras, as recomendações de ações, o aumento de capital da Oi e os acordos fechados pela Vale. Confira no que ficar de olho nesta terça-feira (12):

Petrobras (PETR4)

A Petrobras anunciou a redução do preço da gasolina de R$ 1,9873 para R$ 1,9664 nas refinarias a partir da próxima quarta-feira (13). 

Já o CNPE (Conselho Nacional de Politica Energética) publicou comunicado no Diário Oficial informando que o edital da 5ª rodada de partilha de produção terá Petrobras como operadora com participação obrigatória de 30% no bloco de Sudoeste de Tartaruga Verde. 

A estatal ainda informou que pagou linha de crédito de US$ 750
milhões com Bank of Nova Scotia, cujo vencimento seria em 2022. O novo financiamento de mesmo valor com vencimento em 2023 foi
contratado. Segundo a empresa, o novo crédito tem "custos financeiros mais competitivos".

Desde 2016, a Petrobras fez um total de US$ 61,7 bilhões em pré-
pagamentos de empréstimos com diversas instituições financeiras,
US$ 48,6 bilhões em captações com taxas mais atrativas e US$ 11,7 bilhões em extensão de prazos de financiamentos. As operações contribuíram para alongar o perfil de dívida da empresa de 7,14 anos em dezembro de 2015 para 9,34 anos em junho de 2018. 

Recomendações

As recomendações também ganham destaque nesta sessão, com o Credit Suisse cortando a recomendação para as units do Santander Brasil (SANB11) para neutra, com o preço-alvo sendo reduzido de R$ 44 para R$ 33. Já a Marcopolo (POMO4) foi reduzida também para neutra pelo JPMorgan, enquanto a Even (EVEN3) foi elevada a compra pelo Santander, com preço-alvo de R$ 5,50. 

Oi (OIBR4)

A Oi fará aumento de capital com emissão de novas ações e bônus de subscrição. A operação, por meio de capitalização de créditos quirografários dos bondholders qualificados, ocorre após a operadora obter dispensa de credores, em reunião realizada ontem, em relação a condições precedentes estabelecidas no plano de recuperação judicial. A posição acionária válida é de 14 de junho, ficando ex-direito a subscrição a partir do dia seguinte.

O direito de preferência é de 30 dias, portanto até 16 de julho. O depositário dos programas de American Depositary Receipts (ADRs) da companhia não distribuirá direitos de preferência aos titulares desses recibos. Serão emitidas no mínimo 1.039.868.479 e no máximo 1.756.054.163 novas ações ordinárias ao preço de R$ 7,00, perfazendo no mínimo R$ 7.279.079.353,00 e no máximo R$ 12.292.379.14. Também serão emitidos bônus de subscrição, na proporção de 0,07692307666 para cada nova ação, desconsiderando frações e em uma única série, no total de até 135.081.089 bônus.

Tendo em vista o valor máximo da capitalização e a atual composição acionária da companhia, cada ação ordinária e cada preferencial conferirá ao seu titular o direito à subscrição de 2,5989929669 novas ações. Os bônus poderão ser exercidos a partir de um ano contado da data de homologação da capitalização de créditos pelo conselho de administração.

Vale (VALE3)

A Vale divulgou na noite de segunda-feira que concluiu acordos em separado com a Wheaton Precious Metals Corp e com a Cobalt 27 Capital Corp. para vender um ‘stream’ no total agregado de 75% de cobalto, relacionado ao subproduto de cobalto. A Vale irá receber um pagamento antecipado de US$ 690 milhões, mais pagamentos adicionais de 20%, em média, dos preços de cobalto vigentes no momento da entrega.

O comunicado destaca que as entregas começarão a partir de 1º de janeiro de 2021, “englobando o ramp-down da atual mina em operação de Voiseys Bay e a futura produção do projeto de expansão subterrânea da mina de Voiseys Bay (VBME)”.

Segundo a Vale, o acordo de ‘streaming’ viabiliza o desenvolvimento de VBME, no primeiro anúncio de investimento significativo nos últimos anos. “A transação melhora substancialmente o retorno financeiro sobre o capital investido em VBME para mais de 35% ao ano, considerando o consenso de mercado dos preços”, informa.

“O projeto está, portanto, alinhado com o rigoroso processo de alocação de capital da Vale, no qual projetos devem ser capazes de gerar retornos aos preços atuais de mercado, ao invés de depender de expectativas de aumentos futuros de preços.

Em relatório, o Itaú BBA disse ver o negócio como positivo, desbloqueando valor para a empresa e mantendo opção a preços futuros do níquel.

B3 (B3SA3)

A B3 informou que o volume médio diário segmento BM&F subiu 53% em maio na base anual. No segmento Bovespa, o volume financeiro médio diário subiu 48% na base anual, disse a bolsa em comunicado; já o volume financeiro registrado em renda fixa no segmento Cetip UTVM, alta de 3,3% na mesma base de comparação. O Itaú BBA disse em relatório considerar
números fortes, mas manteve o rating de market perform. Papel tem desempenhado pior que pares nas últimas semanas, apontam os analistas.

Sobre a empresa, o InfoMoney destaca em matéria a fala de Gilson Finkelsztain, presidente da bolsa, durante o Master Trader Brasil 2018, evento organizado pelo InfoMoney Educação que aconteceu em São Paulo neste fim de semana. Finkelsztain informou que a bolsa terá contratos futuros de ações de várias empresas e minicontratos de S&P500 (veja mais clicando aqui). 

Brasil Agro (AGRO3)

A BrasilAgro celebrou a venda de 9.784 hectares (7.485 ha úteis) da Fazenda Jatobá por 285 sacas de soja por hectare útil, segundo fato relevante

O pagamento de primeira parcela de 300.000 sacas de soja, ou R$
23,2 mi, será feito até 31 de julho; o restante será pago em 7
parcelas anuais. A transferência da posse e contabilização da operação será em 31 de julho. A companhia não divulgou nome do comprador. O valor da área nos livros da empresa é de R$ 18 milhões, com taxa
interna de retorno esperada em reais de 14%. A BrasilAgro vai manter 21.197 hectares da Fazenda Jatobá em seu 
portfólio após a venda.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

 

Contato