Em mercados / agro

Por pressão dos caminhoneiros, governo revoga tabela com preços do frete

Após a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicar a nova tabela com preço mínimo do frete para o transporte de cargas na noite da última quinta (07), o Ministério dos Transportes informou que a medida será revogada, atendendo uma solicitação dos líderes do setor de caminhoneiros

Caminhão Caminhões Estradas
(Divulgação/CNT)

Além dos caminhoneiros, o agronegócio também se posicionou contra a medida. Para o  diretor do Departamento de Agronegócio da Fiesp e presidente do Sindirações, Roberto Betancourt, o tabelamento de fretes elevaria o custo logístico do agronegócio.

Com a revogação da tabela anunciada ontem (07) os caminhoneiros agora poderão se basear nos preços anunciados no último dia 30 de maio. 

Contato