Em mercados / bitcoin

Bitcoin dispara 22% em dois dias e recupera os US$ 9 mil com otimismo após reunião do G20

Após chegar a cair para US$ 7.200 no domingo, a criptomoeda iniciou uma recuperação na véspera e hoje seguiu caminhando para cima, chegando a US$ 9.000

Bitcoin
(ShutterStock)

SÃO PAULO - O Bitcoin voltou a ganhar força nesta terça-feira (20), acumulando ganhos de mais de 20% em apenas dois dias após a forte queda da semana passada. Após chegar a cair para US$ 7.200 no domingo, a criptomoeda iniciou uma recuperação na véspera e hoje seguiu caminhando para cima, chegando a US$ 9.000. No Brasil, o preço voltou para R$ 29.500.

Ontem, o FSB (Conselho de Estabilidade Financeira), um organismo de controle global que administra a regulamentação financeira para as economias do G20, tomou um tom cauteloso em uma carta aos seus membros e acabou animando o mercado.

"A avaliação inicial do FSB é que as criptomoedas não representam riscos para a estabilidade financeira global neste momento", disse Mark Carney, presidente do Conselho de Estabilidade Financeira e presidente do Banco da Inglaterra. Ele apontou ainda para o tamanho relativo das moedas digitais e disse que "mesmo em seu pico recente, seu valor combinado de mercado global era de menos de 1% do PIB global".

Já nesta terça, o documento final da reunião do G20 na Argentina colocou como prazo o mês de junho para um primeiro passo das autoridades rumo a uma regulação global do mercado. Porém, a avaliação ainda é que existem muitas opiniões diferentes, o que indica que será difícil o grupo chegar logo a um consenso sobre o tema.

O texto diz que os países reconhecem que a inovação tecnológica, incluindo a que está por trás dos criptoativos, tem potencial para aumentar a eficiência e a inclusão no sistema financeiro e na economia como um todo. Por outro lado, os líderes ressaltam que "criptoativos levantam questões em relação à proteção dos consumidores e dos investidores, integridade do mercado, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo".

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato