Em mercados / politica

Bolsonaro: "o Brasil na questão da economia é um avião que está indo bater na montanha"

"Temos de diminuir o tamanho do Estado, com certeza, deve ficar mais enxuto e menos vulnerável à corrupção", afirmou ele em sabatina

Jair Bolsonaro
(Wilson Dias/ Agência Brasil )

SÃO PAULO - Durante sabatina na Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o deputado federal e pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro voltou a falar sobre economia e criticou bastante o rumo do governo. Durante sua fala, ele ainda foi vaiado em dois momentos por dar respostas muito curtas.

Em uma das vaias ele rebateu: "quem tiver ideias, por favor, me procure. Não vim aqui para dizer que sou melhor do que os outros. Não tem solução fácil. Não tem espaço aqui para gente que, na base do grito e do gogó, diz que vai resolver".

De volta à sabatina, Bolsonaro afirmou que em 2019 o País chegará a R$ 4 trilhões em dívidas, mas que mesmo assim ele não pensa em aumentar impostos para elevar a arrecadação. "Temos de diminuir o tamanho do Estado, com certeza, deve ficar mais enxuto e menos vulnerável à corrupção", complementou o pré-candidato.

"O Brasil na questão da economia é um avião que está indo bater na montanha, algo tem que ser feito, não adianta querer salvar a União, o Estado ou o município quebrando o cidadão", defendeu. "Tem gente que vai para o governo para se locupletar, temos que acabar com isso [...] Não existe solução mágica, não existe salvador da Pátria", completou Bolsonaro.

Quer investir em ações com a menor corretagem do Brasil? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Contato