Em minhas-financas / consumo

Procon encontra comida vencida no Paris 6, Eataly, Fogo de Chão e outros 5 locais

A operação foi realizada em 23 estabelecimentos 

SÃO PAULO – O Procon-SP encontrou alimentos vencidos nas cozinhas de sete restaurantes famosos de São Paulo, após uma fiscalização entre quinta-feira (8) e terça-feira (23) deste mês, de acordo com informações da colunista Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

A operação, que foi realizada em 23 estabelecimentos, achou comida fora do prazo de validade em sete locais, entre eles, a Churrascaria Fogo de Chão de Moema, onde tinha feijão e peixe vencidos, o Eataly, que tinha 130 kg de Nutella vencidos no La Pasta e o Paris 6, onde foram encontrados 5 kg de linguiça fora do prazo.

Além disso, no Jardim de Napoli, havia massa de fabricação própria e molho de tomate com prazo de validade vencido, segundo a coluna. No Terraço Itália, havia produtos em uso sem informação da data de abertura da embalagem, o que se repetiu em mais nove endereços.

Todos os restaurantes foram notificados e têm um prazo de 15 dias para se defender. A multa mínima é de R$ 614.

Em resposta ao InfoMoney, o Fogo de Chão afirmou os itens peixe, lombo de bacalhau, tempero, chá preto e feijão carioca não são de uso do cardápio e sim amostras recebidas de fornecedores diversos e que estavam separadas para irem para o lixo, procedimento que já foi realizado. O proprietário do Paris 6, Isaac Azar, afirmou que as linguiças eram duas amostras que ele havia pedido a empresas, mas que não chegou a experimentar porque está nos Estados Unidos.

O Eataly afirmou que foram encontrados 130kg de creme de avelã vencidos no estoque da loja, mas estavam "em processo para destruição". "Por uma falha humana, esses produtos não estavam com a sinalização correta, indicando que esse procedimento seria realizado", informou o restaurante. 

À coluna, o Terraço Itália informou que os produtos abertos eram leite e óleo, usados diariamente na preparação de alimentos e que estavam dentro do prazo de validade.

O restaurante Jardim de Napoli informou que a visita dos fiscais do Procon-SP aconteceu em horário de trocas de equipe, "quando retiram os itens do dia anterior, todos devidamente etiquetados e prontos para serem descartados" e que os alimentos abertos eram "para consumo imediato".

Paris 6
(Divulgação )

Contato