Em minhas-financas / consumo

Câmara cria regras para entrada de alimentos em estabelecimentos comerciais

Sua entrada no cinema com alimentos de fora está em jogo nessas regras

SÃO PAULO - A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou uma proposta que proíbe que estabelecimentos comerciais barrem a entrada de alimentos e bebidas comprados em outros lugares. Cinemas, teatros, estádios, ginásios, bibliotecas e centros comunitários entram na lista. 

A proposta proíbe apenas a entrada de produtos destinados à revenda dentro dos estabelecimentos pelos consumidores; em embalagens de vidro, lata ou outro material que ofereça risco à saúde ou segurança dos consumidores; produtos inflamáveis e explosíveis; e bebidas alcoólicas.

Na prática, um cinema ou um estádio de futebol não poderão mais impedir que o consumidor entre com alimentos trazidos de casa. Hoje, não há regras federais contra essa prática. 

Apenas estabelecimentos patrocinados por uma marca registrada específica terão prerrogativa de restringir o acesso de alimentos de concorrentes diretos - desde que informem o cardápio na entrada.

Estabelecimentos que descumprirem a regra podem sofrer penalidades que vão de multas à interdição. A proposta será analisada agora em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Pipoca - cinema
(Shutterstock)

Contato