Em minhas-financas / consumo

Supermercados já enfrentam falta de alimentos por greve de caminhoneiros

Caminhoneiros estão em greve por preços de combustíveis

Compras de supermercado
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A greve de caminhoneiros contra o aumento do preço do diesel já começa a impactar o abastecimento de supermercados e hipermercados do país, segundo informações da Abras (Associação Brasileira de Supermercados).

 "Mesmo com o esforço do setor de supermercados para garantir o perfeito abastecimento da população brasileira, identificamos que alguns estados já começaram a sofrer com o desabastecimento de alimentos, e que isso poderá se estender para todo o Brasil nos próximos dias, se algo não for feito", informa a entidade em nota. 

A Abras afirma ainda que "está buscando sensibilizar o governo federal para que uma solução seja tomada imediatamente. Evitando, assim, que a população sofra com a falta de produtos de necessidades básicas e com uma eventual elevação nos preços".

A ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) também alerta para a possibilidade de falta de carne nas gôndolas. Os bloqueios estão impedindo o transporte de aves e suínos vivos, ração e cargas refrigeradas destinadas ao abastecimento das gôndolas no Brasil ou para exportações.

"A continuar este quadro, há risco de falta de produtos para o consumidor brasileiro. Animais poderão morrer no campo com a falta de insumos. Já temos relatos de unidades produtoras com turnos de abate suspenso. Contratos de exportação poderão ser perdidos e há um forte aumento de custos logísticos com reprogramação de embarque de cargas", informa a entidade.

Contato