Em negocios / grandes-empresas

Vice-presidente de diversidade da Apple deixa empresa após comentário sobre homens brancos

Após 20 anos de empresa, executiva ocupava esse cargo há apenas 6 meses  

Apple logotipo logomarca
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Seis meses após ocupar o cargo de Vice-presidente de diversidade, a executiva Denise Young Smith sairá da Apple ao final deste ano. A notícia vem pouco depois de um comentário polêmico sobre diversidade não dizer respeito apenas a mulheres e minorias sociais.

Com vinte anos de empresa, Smith ocupou o cargo de diretoria em maio. Neste mês, disse em conferência que “homens brancos, loiros e de olhos azuis também são diversos porque têm experiências de vida e perspectivas diferentes”, de acordo com a publicação Quartz. “Fico um pouco frustrada quando diversidade ou o termo diversidade diz respeito apenas a pessoas de cor, ou mulheres ou os LGBT”.

Os comentários foram feitos, de acordo com a mídia local, como forma de defender a Apple de acusações de preconceito. Os cargos de liderança da companhia são marcantemente dominados por homens brancos. Posteriormente, ela mesma pediu desculpas pelas palavras e disse que elas “não são representativas do que pensa sobre diversidade ou da forma como a Apple vê o tema”.

De acordo com reportagem do TecCrunch, a executiva deixa o cargo em dezembro. Sua substituta será Christie Smith, que trabalhou por 17 anos na Deloitte. Com a mudança, o cargo deixa de estar imediatamente abaixo de Tim Cook e passa a responder à diretoria de Recursos Humanos, ocupada por Deirdre O’Brien, de acordo com a Fortune.

Contato