Em onde-investir / acoes

Credit Suisse corta recomendação e preço-alvo de ação após frustração em negociação

O banco cortou o preço-alvo de R$ 23 para R$ 20, valor 25,2% acima do fechamento de sexta-feira (16)

 SÃO PAULO – O Credit Suisse rebaixou a recomendação das ações da Cesp (CESP6) de outperform (acima da média do mercado, o equivalente a compra) para neutra após o Conselho de Privatização do Estado de São Paulo recomendar, no último dia 13, que a privatização da companhia deve ser realizada mesmo sem a extensão da concessão da usina hidrelétrica do Porto Primavera.

 A usina representa 93% da capacidade total da empresa, que deve expirar em 2028. Os analistas do banco suíço, Arlindo Carvalho e Vinícius Canheu, avaliam que o estado de São Paulo não conseguiu chegar a um acordo com o governo federal, que poderia autorizar a renovação da concessão por 30 anos em caso de privatização.

  “Essa notícia prejudica consideravelmente o investimento em Cesp, uma vez que a empresa não só perde uma fonte relevante de seu processo de privatização, mas também uma grande parte do seu apelo relativo, dado o seu perfil de fluxo de caixa final com as concessões mais curtas”, afirmam os analistas.

 Apesar disso, o processo de privatização deve continuar, mas o Credit Suisse ajustou seu modelo de recomendação para refletir um cenário de desestatização sem renovação e também cortou o preço-alvo de R$ 23 para R$ 20, valor 25,2% acima do fechamento de sexta-feira (16).

Transmissão de energia - Bloomberg
(Daniel Acker/Bloomberg)

Contato