Em onde-investir / previdencia

Startup levanta R$ 1 mi para plataforma que pode revolucionar os fundos de pensão usando blockchain

Ideia é usar a blockchain do Ethereum para facilitar os processos e eliminar as fraudes que ocorrem nos fundos

SÃO PAULO - Tem sido cada vez mais comum ver o mercado de fundos de pensão envolto em alguma polêmica, com diversas denúncias de fraude aumentando a desconfiança de quem busca um investimento neste sentido. Mas isso pode estar próximo de mudar completamente graças à startup Auctus.

Recentemente, a companhia conseguiu arrecadar 958 ethers - moeda virtual baseada no Ethereum -, por meio de um ICO (Oferta Inicial de Moedas, na sigla em inglês), para financiar uma plataforma baseada na blockchain e que pode revolucionar os fundos de pensão. Considerando o preço na época, em torno de US$ 340, a captação conseguiu chegar a R$ 1 milhão.

O projeto foi idealizado por engenheiros de software e um analista de investimentos na área de previdência complementar, todos brasileiros, além de um profissional de finanças suíço. A ideia do projeto é utilizar os chamados "contratos inteligentes" da blockchain do Ethereum para conseguir eliminar as fraudes nos fundos e ainda facilitar todo o processo.

Este sistema descentraliza os contratos, que deixam de ser concentrados em um servidor para ficarem na rede pública criptografada do Ethereum. Além disso, eles não podem ser adulterados, o que elimina a possibilidade de fraudes. Para completar, deixam de existir os intermediários, tornando todo o processo mais rápido.

De início, a Auctus montará um fundo do tipo patrocinado pela empresa, no qual o empregado e o empregador contribuem com uma porcentagem que pode ser retirada após um tempo determinado. Haverá ainda uma versão de testes, onde a empresa irá simular o processo, incluindo passagem de tempo e evolução do portfólio, para que as pessoas entendam como funciona um fundo de aposentadoria e previdência privada na blockchain.

Não apenas no Brasil, mas o mercado de pensões apresenta ums série de falahas no mundo todo, o que aumenta a visão negativa sobre estes investimentos. Problemas comuns incluem fraca governança e práticas de desempenho precárias, problemas na coleta de contribuições - uma vez que não há um processo padrão para isso -, custos ocultos, gerenciamento de dados e fraude. A fraude, inclusive, é uma questão significativa, e segundo o Financial Times quase 20% dos regimes de pensão relataram atividade fraudulenta nos últimos dois anos.

Diante deste sistema repleto de problemas, a Auctus deseja construir uma plataforma global e descentralizada, para a criação de novos fundos de pensão e adaptação dos fundos tradicionais já existentes, com a transformação dos documentos em papel para contratos inteligentes codificados na rede do ethereum, conhecida por facilitar os processos com os contratos inteligentes, sem deixar de lado a segurança da blockchain.

Ether
(ShutterStock)

Contato